31.8.11

Sussurrei ao vento
o que gostaria que você de mim ouvisse.

Parece chato falar assim baixinho
O tempo todo baixinho, mas não é.
Só porque eu grito encarando o amor e sou como o orgasmo que adormece os pés, petrifica todo o pensamento e não quer largar nunca mais
É. Me faço sonhar brotando em ti.
Eu sorrio reinventando meu olhar,
Eu choro defumando o meu peito livre de dor.
Minha saudade é trêmula demais para ser furiosamente esquecida ou posta de lado.

É assim e sempre será assim.
Como quiser e como sonhar
Música, Liberdade e Poesia.
Postar um comentário