20.11.09

Tudo ocorre por princípios.
Muitos choram sem saber porquê:
Outras causas, outros sentidos.
A sabedoria que esconde a face desde o início.

Esqueci: a humildade é foda.
Mostra o aprendizado como uma fase:
Introspectiva e vulgar, mística e sensual.
O tempo não vai ensinar tudo.

O medo não justifica nada.
As lágrimas que quero derramar,
Neste momento, não posso.
Pura vergonha: irão rir de mim.

Chorar
Limpa as angústias da alma.
São estranhos, muito estranhos.
Jamais se conhece um que possa ser mesmo um só.

Sempre descartam as opiniões
Pelo mesmo motivo de sempre:
Ninguém pode afirmar que sou melhor que você.
Valerá a pena o alcoolismo desta noite.

Só e acompanhado.
Sem eles, que nunca se preocupam
E que em suas vidinhas ostentam a solidão de quem se importa:
Tudo bem, vou me fuder. não é isso que querem?

Mas não se preocupe em acompanhar-me
Somos o ser que precisa de um pouco de solidão.
Só um pouco e mais nada.
Por que é sempre assim nesta época?

Porra,Verão que parece inverno.
oh, é primavera ainda.
Postar um comentário