30.3.10

O que sonha com as estrelas

Um grande poder
Inutilizado pelo semblante
expressivo e confiante
Castrado, haver.

Onde estão os suspeitos?
Sobre a grama foram fatiados,
Sobre a palha foram eleitos,
Sobre a cinza foram aclamados.

Há a verdade construída
e a verdade imposta.
Uma justa e enriquecida,
outra mal cheirosa. Bosta.

Um sermão inútil
e um vigia de tarefas.
E eu, o fútil
O que sonha com as estrelas.

Salve, Salve Jorge.
Salve, Salve Jorge.
Postar um comentário