24.10.12

Todos sabem a verdade, até a mentira mais confortável.


Um escancarar de palavras numa gafe, uma falha simples, um assumir de erros traduzidos no olhar que já se conhecia. As pétalas caíram dos olhos, eu vi, mas o semblante permaneceu de pé.
Sabe-se que, na verdade, essa coisa vendida de amores intermináveis é a mais pura inocência imaterializada em fantasia e sonhos. Enquanto o olhos continuarem a brilhar, Deus não ousará negar-se ao próprio destino de ser eterno, pois precisamos de esperança, pois nos precisamos para nós. Sabemos disso, repito.
Nem toda dor possui cura, um corpo para chamar de sua. Nem todo mundo sabe o que desejar. Que pena toda essa falta de coragem.
Ao rasgar o véu e fugir, a Alegria levou consigo o mesmo hábito de sorrir timidamente ao reconhecer a face do amor.
Todos sabem a verdade, até a mentira mais confortável.
Postar um comentário