29.7.09

Me dê um momento

Eu já suei e vi o bastante
Com certeza, Prove-me o amor.
A minha boca não é mais sua
Tampouco o meu olhar e dor.

Eu já sei que os erros são meus,
Pelo menos foi o que ouvi.
Em meio a teorias babacas e estúpidas,
A vida já era bela quando eu nasci.

Sabe, só o meu amor basta.
A companhia da lágrima e do sorriso
onde A maneira mais fácil de Ser útil
É encontrar você sem medo.

A lembrança continua angelical
Um elo, a sofisticação e os carros importados
O fato e a reverência são um conflito.
O oxigênio é bom. Sinto-me respirado.

Eu já me convenci que não existe solidão,
já que existem palavras que causam paixão.
A sorte do mundo é ter com quem contar,
o vizinho, na cidade ou pela internet.

Jamais vouteperder. Isso eu não permito.
A culpa já não seria mais minha. Seria d'Ele.





Postar um comentário