13.3.12

Amor,nossa única Vida

Num dia como este
Corpos à dois universos
Verdades sem peste.
Elos.

O cálice do brinde
Transbordará de tanto vinho
Ameaçando o cangote, vinde.
Algodão e linho.

Finas camadas de tempestuosos beijos
Infinitas canções e agradecimentos
Deus e o sabor dos queijos.
Alentos.

Meu amor, és tu a minha alegria.
Por favor, nunca entregue-se a dúvida.
Viveremos nossa linda nostalgia.
Amor,nossa única Vida

Postar um comentário