4.2.13

VOZ I

"Está bem... Qual o motivo de subirmos ao céu em paz e descermos em tribulação?
Qual a razão de não fugirmos acorrentados por nossas ideias e fantasias que, após morrermos, dada a sua importância, permanecerão intactas?

Prefira apenas ser egoísta, esperto, a transformar o outro em otário, l
imitando-se a não vendar os olhos para a verdade.
 Não faça/dite muitas escolhas. Descubra, apenas, que a tua mentira não adiantará, tampouco te salvará. Hoje você perdeu um amor e ganhou um pecado: a tua liberdade.
Apenas um amor... Diria até que não é pouco para ti.
Tu és para ti o que és para os outros, por isso acredite: você não merece uma gota do teu próprio veneno, não suportarias a tua própria dor."
Postar um comentário